Reportagem sobre a Vedanta ESS, Ltda. na revista de negócios brasileira Valor Econômico

A VedantaESS, Ltda., nossa nova e promissora empresa brasileira, teve sua primeira aparição na grande mídia através de uma matéria publicada na conceituada revista Valor Econômico.

A nova companhia está começando a trabalhar com muitas empresas públicas e privadas voltadas para o futuro, que buscam resolver problemas no fornecimento de energia elétrica utilizando as baterias de fluxo em ferro da ESS inc, que são seguras para o meio ambiente e têm uma longa vida útil.


Americana ESS traz novas baterias ao Brasil

por Camila Maia

As baterias para armazenamento de energia ainda não ganharam impulso no Brasil, mas fornecedores internacionais da nova tecnologia já se posicionam mirando as oportunidades futuras neste mercado. A americana ESS está trazendo, por meio do braço nacional recém criado VedantaESS, um sistema de baterias que serão instaladas de forma híbrida em uma unidade solar fotovoltaica de geração distribuída em Goiás. Esse é um mercado no qual a companhia vê grande potencial de crescimento.

Continue lendo “Reportagem sobre a Vedanta ESS, Ltda. na revista de negócios brasileira Valor Econômico”

Delegação brasileira de energia visita a micro-rede em Sonoma, Califórnia

Brazilian energy delegation at Stone Edge Farm microgrid

Delegação brasileira de energia, recebida pelo Serviço Comercial dos Estados Unidos, visitando a micro-rede da fazenda Stone Edge, em Sonoma, Califórnia, EUA. A micro-rede é capaz de ser 100% auto-suficiente com sistema fotovoltaico, vários sistemas de armazenamento de energia, cogeração e geração de hidrogênio. O sistema de bateria de fluxo totalmente em ferro da ESS  é um dos sistemas de energia em destaque, que transfere energia fotovoltaica para cargas noturnas.

Incêndio na Bélgica levanta questões sobre segurança e custos dos sistemas de Íon-Lítio

Um incêndio em novembro de 2017, no primeiro parque de armazenamento de energia com baterias Íon-lítio conectado à rede elétrica na Bélgica, levanta questões importantes sobre a segurança e custos dessas baterias para sistemas auxiliares à rede de alta tensão.

A estabilidade e a dissipação térmica continuam sendo uma preocupação com as baterias Íon-Lítio, que atualmente são produzidas em massa para muitas aplicações, desde armazenamento de energia até mobilidade e produtos eletrônicos para o consumidor final.

Continue lendo “Incêndio na Bélgica levanta questões sobre segurança e custos dos sistemas de Íon-Lítio”

Assumindo o controle: Qual nova tecnologia de bateria será o futuro do armazenamento estacionário de energia?

Energy Storage World Forum

Conforme uma proporção crescente de redes elétricas são alimentadas por energias renováveis, torna-se fundamental desenvolver soluções de armazenamento que podem lidar com a intermitência das fontes renováveis de maneira sustentável, segura e econômica.

As baterias Íon-Lítio ainda são as pioneiras em termos de tecnologia para armazenamento de energia em larga escala, e seus benefícios são evidentes – altas densidades de energia, manutenção relativamente baixa, além do custo por kWh que está caindo rapidamente. Mas, seus problemas relativos à baixa vida útil, falhas explosivas e cadeia de suprimento de componentes potencialmente precária são de notório conhecimento público.

Quais tecnologias e inovações químicas para aplicações de armazenamento estacionário estão gerando entusiasmo?

Continue lendo “Assumindo o controle: Qual nova tecnologia de bateria será o futuro do armazenamento estacionário de energia?”

Novo modelo de negócio para o setor elétrico ganha debate na FIESP

SP 19 julho 2017. DEINFRA – Workshop Energia – Novos Modelos de Negócio para o Setor Elétrico. Richard Phillips (VedantaESS Ltda.), Ananda Valei Christensen (CPFL Eficiencia), Amilcar Gonçalves Guerreiro (EPE), moderador José Sidnei Martini, Rodrigo D’elia (AES Tietê) e Nivalde de Castro (Prof. UFRJ). foto: Helcio Nagamine
Tecnologia tende a promover mudanças na geração, distribuição e no consumo de energia

Roseli Lopes, Agência Indusnet Fiesp

Apesar das modernizações feitas pelo setor elétrico nos últimos anos, o avanço da tecnologia para as chamadas redes inteligentes vai exigir cada vez mais do setor a adoção de novos modelos de negócio. O tema foi debatido nesta quarta-feira (19 de julho 2017) durante o workshop Novos modelos de negócio para o setor elétrico, realizado pela Fiesp.

Richard Phillips, gerente da VedantaESS Ltda., defendeu o uso de baterias para o armazenamento de energia como opção de armazenamento de longa duração, seguro e de baixo custo. Destacou a vantagem que o Brasil tem no campo ambiental, mas ressaltou o desafio do país na regulamentação do setor, que passa pela problemática da infraestrutura. Frisou que “aumentar as energias renováveis está entre os grandes desafios a vencer no setor, além do aumento da geração”.

http://www.fiesp.com.br/noticias/novo-modelo-de-negocio-para-o-setor-eletrico-ganha-debate-na-fiesp/